CIEB integra o Conselho Consultivo para a Transformação Digital

e-digital

18 de dezembro de 2018

Gabriela Gambi, gerente-executiva do CIEB, representou a instituição, dia-12 de dezembro, na 3ª Reunião Ordinária do Comitê Interministerial para a Transformação Digital (CITDigital). O CIEB faz parte do Conselho Consultivo para a Transformação Digital, composto por representantes da sociedade civil, como a Conferência Nacional da Indústria, a Sociedade Brasileira de Computação, o Comitê Gestor da Internet no Brasil, o Movimento Brasil Competitivo, a Brasscom; e de empresas como Microsoft, Google, Telefônica, P&D Brasil, entre outras.

O conselho apoia e acompanha as iniciativas da Estratégia Brasileira para a Transformação Digital (E-Digital), que tem como proposta “aproveitar todo o potencial das tecnologias digitais para alcançar o aumento da produtividade, da competitividade e dos níveis de renda e emprego por todo o país, visando a construção de uma sociedade livre, justa e próspera para todos”, de acordo com o documento que define a política pública.

“A definição da educação enquanto eixo habilitador do E-Digital reforça sua importância estratégica para promover transformações sistêmicas no governo, na economia e na sociedade. Alinhada a outras conquistas importantes da área – como o planejamento e a conexão das escolas via Programa de Inovação Educação Conectada e a aprovação da BNCC para o ensino fundamental e médio – esta estratégia permite articular setor produtivo, academia, sociedade civil e poder público em torno de desafios comuns, colocados pelo século XXI”, ressalta Gabriela.

Consolidando uma avaliação de cenários e a elaboração de estratégia de longo prazo, o relatório E-Digital envolveu órgãos do governo, em colaboração com representações setoriais e com a sociedade civil, que se dedicaram a traçar diagnósticos e visões de futuro, propondo iniciativas concatenadas com visão estratégica. “Um enfoque importante para E-Digital é a contextualização das ações estratégicas nas grandes agendas da Agenda 2030 das Nações Unidas”, diz o texto.

No documento, o eixo de Educação e Capacitação Profissional utiliza o marco conceitual da Teoria das Quatro Dimensões, citando estudos e documentos produzidos pelo CIEB. De acordo com o relatório, “a educação digital será cada vez mais uma etapa importante para o exercício da cidadania e uma pré-condição para uma atividade profissional bem-sucedida. Nossa capacidade de autodeterminação e julgamento crítico no mundo digital, em suas várias esferas – no trabalho, nas comunidades virtuais, como consumidores e cidadãos – dependerá de uma educação digital crítica e bem orientada”.

Como sugestão, o E-Digital propõe o monitoramento de indicadores como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), o acesso de escolas à internet e velocidade de conexão nas escolas públicas brasileiras.

Leia a íntegra do relatório: http://www.mctic.gov.br/mctic/export/sites/institucional/estrategiadigital.pdf