28 de abril, Dia Mundial da Educação

22 de abril de 2019

Mobilizar a sociedade em prol da garantia do direito ao acesso à educação por todos os brasileiros. Esta é a proposta da Fundação Roberto Marinho para o Dia Mundial da Educação, 28 de abril. As mobilizações pelo Dia da Educação – Nem1PraTrás acontecem em todo o país, com apoio de mais de 70 instituições, como CIEB, Unicef, Instituto Ayrton Senna, Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Itaú Social, TV Globo, Explorum entre outras.

A mobilização social vem acontecendo em diversas plataformas de mídia, durante todo o mês. Um Guia de Atividades, com sugestões sobre como organizar atividades presenciais que tratem dos desafios da educação, está disponível em http://www.diadaeducacao.org para as instituições – públicas, privadas e do terceiro setor — e pessoas físicas aderirem à ação e realizar iniciativas também em seus territórios de atuação.

A ação da Fundação Roberto Marinho, marcada com a hashtag #Nem1PraTras, é inspirada no lema “No one left behind”, dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS (ONU), uma mobilização mundial em prol da adoção de políticas nacionais integradas, sendo uma delas a Educação de Qualidade.

“Todos nós podemos fazer a nossa parte para não deixar nenhuma criança, jovem ou adulto sem o direito à Educação. A partir do chamamento #Nem1PraTras, e das ações que realizamos na Fundação Roberto Marinho e no Futura, precisamos lembrar e trabalhar juntos para garantir este direito, e que também não podemos deixar #Nem1SemEscola, #Nem1SemProfessor, #Nem1SemAprender, e por aí vai”, reforça João Alegria, gerente Geral do Futura.

O desafio é imenso. De acordo com o Censo Escolar 2018, as matrículas nas escolas públicas brasileiras vêm caindo desde 2014 e o maior motivo de preocupação é o ensino médio. Nos últimos cinco anos, foram menos 591 mil jovens matriculados, representando uma queda de 7%. Hoje, 1,3 milhão de jovens brasileiros, com idades entre 15 e 17 anos, estão fora da escola, e, dos jovens com idade entre 15 e 29 anos, 35% só trabalham e não estudam e 23% não estudam nem trabalham (Pnad Contínua 2017 – IBGE).

No dia 28, o Futura terá 24 horas de programação exclusiva sobre Educação. Esta programação especial inclui o lançamento da série Entrevista, com Priscila Cruz, presidente do movimento Todos pela Educação, entre outros.