Voltar à lista

Formação docente

A formação docente em serviço para e sobre tecnologia

Universo Analisado
25
artigos acadêmicos
Publicados de
2012
a
2017
Principal Pergunta de Pesquisa

Quais os modelos e projetos de formação docente em serviço sobre e para tecnologia?

Principal Achado
Outros Achados

Quais as metodologias empregadas para formação (modelos presenciais, a distância; locais, regionais, nacionais; pequenos grupos, redes completas; formal ou não formal)?

O estudo identificou formações presenciais (12), on-line (6) e híbridas (6).
Foram empregadas metodologias como autoconfrontação (1), filmagem (3), grupos focais (2), atividade de campo (1), entre outras.

Quais os conteúdos e perspectivas de formação que estão sendo utilizados?

Propostas identificadas: incorporação de tecnologia assistiva para professores de educação física (1), formação para professores de língua estrangeira sobre TICs (1), experiências direcionadas a professores de matemática (6); formações para professores da educação infantil (2), formação sobre software livre (2).

Que tipos de novas mídias estão sendo utilizados para formação docente (plataformas, sistemas, softwares)?

Entre as mídias adotadas, foram identificados usos de: laptops (2), linguagens de programação (2), softwares educacionais (4), dispositivos móveis (2), redes sociais (3), ferramentas de publicação na internet (6).

Quais os resultados relatados pelos projetos?

A diversidade de relatos indica diversas iniciativas emergentes e criativas que podem ser exploradas, implementadas e investigadas.

Quais os públicos-alvo das formações?

Percebe-se a existência de formações com abrangência maior, oferecidas às redes públicas de ensino por programas governamentais (7), e também formações com enfoque em públicos específicos (11).
Foi identificada a oferta de 2 atividades de formação não somente para docentes, mas também para profissionais que exercem outras funções na comunidade educacional, como diretores e coordenadores pedagógicos, o que demonstra a percepção de que a tecnologia não deve envolver apenas professores e alunos.
Produção de conhecimento sobre o tema
  • Os problemas mais recorrentes para a realização das formações são a falta de preparo do professor para o uso da tecnologia, infraestrutura precária das escolas, falta de tempo e de apoio.
  • Percebe-se também uma tendência de o professor reproduzir metodologias tradicionais nas práticas em sala de aula.
  • A mobilização dos saberes sobre tecnologia não produz, diretamente, uma transformação nas práticas pedagógicas, pois estas também são impactadas pelas condições de trabalho dos professores.
  • Destaca-se a importância de usar Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) não apenas como repositórios de materiais, sendo necessário investir na construção de laços e capital social entre os usuários do ambiente virtual.
  • É preciso considerar os saberes docentes e o seu contexto de atuação e realizar decisões conjuntas na concepção, no planejamento e na execução das atividades formativas.
  • É necessário o incentivo à produção colaborativa, à autonomia e à autoria no ambiente on-line.
  • Existe uma demanda por implementação de formações a longo prazo, promovendo dinâmicas de reflexão individuais e coletivas sobre as práticas pedagógicas e a apropriação crítica da tecnologia.
Desafio Encontrado
Palavras-chaves
Educação Formação Continuada de Professores Metodologia Tecnologia
Autores
  • Amiel, Tel
  • Oliveira, Tatiana P. de
Carregando...