Voltar à lista

Desenvolvendo empatia e mindfulness com TICs

Mapeamento Sistemático sobre evidências do desenvolvimento de habilidades socioemocionais via meios digitais para crianças do século 21

Universo Analisado
79
artigos acadêmicos sobre empatia
17
artigos acadêmicos sobre mindfulness
Publicados de
2009
a
2019
Principal Pergunta de Pesquisa

Quais evidências existem que relacionam o uso de tecnologias educacionais para o desenvolvimento de habilidades sócioemocionais (Empatia/Mindfulness) na educação brasileira?

Principal Achado
Outros Achados

A pesquisa informa o cronograma de execução, bem como, tempo e/ou período utilizado para realizar a coleta dos dados?

Em relação a Empatia, 12 estudos não apresentaram cronograma de execução e 67 apresentaram cronograma. Desses 67, alguns apresentaram maiores detalhes como quantidade de semanas, quantidade de sessões e quantidade de dias em que a intervenção é feita. Já aos achados nas buscas com Mindfulness dos 17 estudos selecionados apenas 5 não apresentaram cronograma de execução. Dos apresentados o tempo do experimento varia de 5 dias a dois anos. Dos selecionados, a grande maioria descreve o cronograma em conjunto com algum protocolo de aplicação Mindfulness. Esses protocolos se estendem geralmente por 8 semanas.

São mencionadas as ameaças à validade e também como essas ameaças afetam os resultados e conclusões?

Em relação a Empatia, 5 estudos não apresentaram ameaças a validade e 74 apresentaram. Vale ressaltar que é importante informar as ameaças para que em uma eventual replicação tenha-se noção de fatores de risco a validação e como mitigar esses fatores. Nos estudos referentes a Mindfulness, 4 não elencam as ameaças a validade. Um ponto importante citado pelos estudos que contemplaram essa questão é a limitação do número de pessoas presentes nos estudos, e até a sugestão de replicação para uma validação mais consistente.

Qual a distribuição dos estudos encontrados em bases internacionais/ nacionais e em quais estados (em caso de bases nacionais)?

Em relação a Empatia, no Brasil foram feitos 12 estudos distribuídos nos estados de São Paulo (4),Minas Gerais (3), Paraná (2), Rio de Janeiro (1), Distrito Federal (1) e Santa Catarina (1). Já com os dados coletados envolvendo países destacam-se os Estados Unidos (14), Brasil (12) e Turquia (9) em quantidade de estudos. Em relação a Mindfulness foram encontrados 3 estudos brasileiros todos aplicado no Rio Grande do Sul. Em destaque Portugal com 5 estudos. Também foram encontrados trabalhos na Espanha (2) e China (2), e na Austrália, França, Israel e os Estados Unidos apresentaram apenas um estudo cada. Somente um estudo não especificou o local realizado, trabalho esse feito em colaboração de pesquisadores do Japão e da Dinamarca.

Qual data de publicação do estudo?

O escopo é formado por estudos de 2009 a 2019. Em relação a Empatia, a um aumento de estudos comparando o ano de 2009 (4) a 2019 (12). Nota-se então um aumento do interesse no desenvolvimento de Empatia na comunidade científica. Os estudos encontrados sobre Mindfulness se distribuem entre os anos de 2014 e 2018. Sendo os anos de 2016, 2017 e 2018 com 5 estudos publicados cada.

Há algum custo para implementação?

Nos estudos sobre Empatia dos 79 estudos, apenas 1 informou de forma clara o custo para implementação. Destaca-se que é importante esta informação para que as escolas possam escolher a intervenção que se adeque também a sua realidade financeira. No tocante ao custo de implantação nenhum dos 17 estudos apresentou valores. Acredita-se que as atividades propostas para a prática de Mindfulness sejam de baixo custo.

Qual tipo de escola o estudo é realizado?

Quanto aos dados analisados em relação aos estudos de Empatia, 31 estudos foram em escolas públicas, 4 em escolas particulares e 44 não informaram o tipo de escola. Desse total 12 escolas são brasileiras, 8 foram em escolas públicas, 3 em escolas privadas e 1 não informou o tipo de escola. Nota-se uma tendência a não informar o tipo de escola que recebe a intervenção em contexto internacional, diferentemente do contexto brasileiro. O ambiente escolar escolhido pela maioria dos pesquisadores para a prática de Mindfulness foi o público, com 12 dos 15 estudos que informaram. Apenas 2 dos selecionados não especificou em que tipo de escola o experimento foi aplicado. Dos 3 estudos aplicados em escolas privadas, dois foram realizados em escolas brasileiras e um em uma escola estadunidenses.

Qual tipo de intervenção é realizada?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, foram feitos estudos do tipo estudo caso-controle(experimental) (33), estudo quase-experimental (23), estudo de caso (15), estudo longitudinal (6) e estudo descritivo (2). Nota-se a uma tendência a estudos que levem um rigor mais estatístico em suas evidências, como nos estudos de caso-controle(experimental). Quanto a Mindfulness os estudos se concentraram em caso-controle(experimental). Acredita-se que pelo caráter de sua aplicação.

Qual a distribuição dos estudos encontrados referentes ao tipo de publicação?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia em, houveram artigos publicados em periódico (59), conferência (14), congresso (2) e simpósio (1); assim como dissertações de mestrado (3). Desses estudos 12 foram realizados no Brasil, sendo periódico (9) e dissertações de mestrado (3). Nota-se o bom espaço dado a estudos relacionados ao tema em periódicos e em como o tema é bastante discutido na comunidade científica. Já sobre os estudos referentes a Mindfulness temos a concentração em publicações em congressos (5), dissertações de mestrado (6) e em periódicos (6). Os achados nacionais contempla um de cada tipo previamente mencionado.

Qual a idade média do público?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, 20 estudos informaram a idade média da amostra e 59 não informaram. Tirando a média dos estudos que informaram esse dado, a idade média é de 11,2 anos. A idade média do público nas aplicações de mindfulness foi expressa em 15 dos 17 artigos selecionados e se encontra entre 5.5 e 43.58 anos. Sinalizando um grande alcance.

Qual o tipo de público do estudo?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, foram direcionados para Alunos (64), Professores (16), Funcionários (2) e Pais (3). Vale ressaltar, que há estudos que contemplam mais de um tipo de público ao mesmo tempo. A aplicação de Mindfulness se assemelha a da Empatia, onde grande parte dos estudos (12) se concentram no aluno. Três estudos focam tanto para Professores quanto no Alunos e somente um foi direcionado aos Professores e aos Alunos e Funcionários

Qual a técnica/método estatístico usado para avaliar a evidência?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, 62 artigos utilizam algum tipo de técnica/método e 17 não utilizam. Das técnicas utilizadas destacam-se média (48), desvio padrão (48), teste t (26), ANOVA (15). Vale ressaltar que vários estudos utilizam mais de uma técnica/método estatístico para avaliar suas evidências, assim como testes de Empatia. Não foi identificada nenhuma padronização no que se trata a métodos estatísticos usados para avaliar as evidências. Muitos estudos apresentaram diversos questionários e avaliações. Dos identificados podemos Cronbach, Pearson e Cohen.

Sobre qual área/subárea a intervenção é realizada?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, as intervenções são na área/subárea Socioemocional - Intervenções na Educação Básica (60), Socioemocional - Formação de Professores (12), História - Empatia Histórica (4), Socioemocional - Validação de Ferramenta (2) e Socioemocional - Intervenções na família (1). Pelo caráter das atividades, as aplicações de Mindfulness se distanciaram das disciplinas e sua intervenção foi realizada em momentos extra-classe ou intervalos

Qual a quantidade por gênero da amostra?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, somadas as amostras dos estudos o resultado foi de 8564 participantes. Desse número 4299 (49,8%) eram do gênero feminino e 4265 (50,2%) do gênero masculino. Em relação a Mindfulness a distribuição por gênero nem sempre foi expressa nos estudos, totalizando dois estudos sem especificação. Nos estudos especificados a distribuição se mantém homogênea em sua grande maioria com exceção a seis estudos onde o número de participantes do gênero feminino é quase que o dobro. Em suma dos 4947 participantes, 2647 foram do gênero feminino, 1986 masculino e 9 sem classificação.

Qual a escolaridade dos participantes?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, somente 46 estudos informam com clareza a escolaridade dos participantes e 33 não informam. Desses 46 destacam-se o Ensino Superior (11), Fundamental 6º ano (11), Fundamental 5º ano (11). Vale ressaltar que pela grande quantidade de estudos de nível superior, não foi incluído os estudos que tinham como foco os alunos, mas incluídos os estudos que tinham como foco os professores, pois são em menor quantidade. Os estudos selecionados referentes a Mindfulness se concentram em Ensino Superior (7) Fundamental do 1 ao 4 ano (4) e Fundamental do 7 ao 9 ano (4). Somente dois estudos foram aplicados na pré-escola.

Há o uso de tecnologias educacionais ou digitais?

Quanto os dados analisados em relação aos estudos de Empatia, os principais tipos de tecnologia empregados são Jogos (16), Programa Socioemocional (16), Literatura (11), Didática (11). Dentro dessas tecnologias há estudos que trabalham com: Jogos: jogos digitais, brincadeiras infantis, jogos cooperativos, etc. Programa sócioemocional: pintura, abordagem baseada em projetos, música, vídeos, produção de curta-metragem, dramatização, co-design, etc. Literatura: leitura de livros sobre o tema, histórias digitais, biblioterapia, etc. Vale ressaltar vários estudos utilizaram-se mais de uma tecnologia para desenvolvimento de Empatia e que foram utilizados tecnologias digitais/educacionais pelos estudos encontrados e também tecnologias analogicas/educacionais que podem ser transformadas em digitais. A aplicação de Mindfulness relatada pelos estudos segue protocolos desenvolvidos pelos professores/pesquisadores como: Cognitive and Affective Mindfulness Scale - Revised (CAMS-R) , Five Factor Mindfulness Questionnaire (FFMQ) , Freiburg Mindfulness Inventory (FMI) , Kentucky Inventory of Mindfulness Skills (KIMS) , Mindful Attention Awareness Scale (MAAS) entre outros. Nos achados, infere-se a ausência de padrões nas aplicações, mesmo com diversos protocolos já implementados.
Produção de conhecimento sobre o tema

As intervenções identificadas são, na maioria, de curta duração, e com grupos reduzidos de alunos.

Estudos sobre robótica educacional nas escolas públicas estão distribuídos pelas regiões Sudeste (36%), Nordeste e Sul (26% cada); Centro-Oeste e Norte (6% cada).

Desafios Encontrados
Palavras-chaves
atenção plena desenvolvimento de empatia empatia afetiva empatia cognitiva meditação mindful mindfulness regulação emocional treinamento de empatia
Autores
  • Felipe Faustino de Souza
  • Luís Antônio dos Santos Silva
  • Maria Augusta Silveira Netto Nunes

Nenhum artigo nesta revisão

Carregando...